segunda-feira, 1 de maio de 2017

NÃO SE MATE!

Estamos em tempos de depressão.
Depressão moral com tantos crimes, depressão política com tantos desmandos, depressão financeira com tantas incapacidades, depressão espiritual com tantas religiões ávidas por dinheiro ou abusando de menores.
Os tempos estão impondo tristeza, principalmente para quem está embarcando agora na vida adulta, que está começando a tomar decisões sérias, está iniciando sua carreira como gente grande.
E surgem neste ambiente externo ruim muitos incentivos piores ainda. A Baleia Azul chegando com tudo propondo desafios aos jovens. Os ídolos da música e do cinema envoltos em problemas com drogas e alguns dando um basta no viver. As famílias perdidas entre o cuidar de casa financeiramente ou emocionalmente. Pais que ficam cada vez menos porque precisam trabalhar cada vez mais.
Cortar-se parece não estar mais sendo suficiente para o jovem aliviar-se. E não que se cortar seja aceitável, mas era o escape torpe que eles encontravam.
E os relatos de pessoas que tiram a vida aumenta. E eu ainda tenho recebido relatos de pessoas que tentaram tirar a vida, por uma, duas, ou mais vezes.
Isso é preocupante.
Dizer que quem se mata vai para o inferno não funciona mais. O inferno parece fichinha para quem sofre aqui. Fanáticos, parem de tentar criar um medo que não surte efeito. Mandar para o inferno ou para o umbral um suicida não ajuda em nada para ele evitar se matar.
Roberto Shinyashiki comentou: "As feridas da alma são curadas com carinho, atenção e paz."
É isso que precisamos. Dar carinho às pessoas, dar atenção às pessoas, causar paz a todos. MESMO ÀQUELES QUE NÃO CONHECEMOS.
A dengue prospera tanto no Brasil porque as pessoas ainda se preocupam apenas consigo. Temos de pensar maior, pensar nas pessoas. Mudar o mundo é pensar nas pessoas.
E não! Matar-se não é a solução dos problemas. Porque dívidas, amores impossíveis, perdas irreparáveis não são nada e nunca poderão ser solucionados se não estivermos vivos.
Sempre há solução para problemas, mesmo que a solução não seja a que queiramos. Mas pode no fim ser melhor do que queríamos. Mas como saber se pusemos fim em tudo antes da hora?
Meu pedido: não se mate.
Antes, fale comigo, peça ajuda, ouça uma palestra motivacional minha.
Vamos juntos fazer o mundo ser melhor.
E tenha certeza: o mundo não vai ser melhor se você estiver faltando nele...