segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Sinais: uma verdadeira declaração!

Hoje o que me inspirou a escrever foi uma postagem que vi no Facebook que, se não me falha a memória, dizia que o mais importante não é o "boa noite", mas o sinal de que a pessoa lembrou de você antes de dormir.
Estudar o comportamento humano é fascinante justamente porque todos os nossos atos são sinais que indicam o que pensamos, o que sentimos, o que desejamos.
Dizer "eu te amo", "lembrei de você", "você não sai da minha cabeça", "gosto de você" podem ser somente palavras - e na realidade são!
Contudo, como expressado pela postagem que li, há sinais que indicam que a pessoa lembra de você, gosta de você, sente carinho por você.
Um simples "boa noite", como dito, é uma inegável demonstração de que a pessoa lembrou de nós. Ao curtir mais de uma foto sua no Instagram, o sinal demonstrado é que a pessoa não curtiu simplesmente a foto que apareceu em seu histórico (como aparecem fotos de tantos outros contatos). O fato de curtir mais de uma foto mostra que a pessoa se preocupou em olhar suas postagens, em visitar seu perfil, ela se interessou por você.
Isto são coisas que não podemos exigir de uma pessoa, como exigimos que ela fale "eu te amo". Sinais surgem espontaneamente e precisamos ter discernimento e sensibilidade para distingui-los.
Como é bom receber um "bom dia" no Whatsapp. Ora, qual foi o primeiro pensamento da pessoa logo pela manhã? Foi você, sem dúvida!
Aí um escritor dedica um artigo inteiro a uma pessoa, contando tudo o que ela fez a ele, e da felicidade que lhe causou. O que sinaliza?
Caro leitor, leia os sinais. Veja as entrelinhas das ações.
Cobre menos, entenda mais.
Pode ser que este seja o segredo dos maiores e melhores relacionamentos, como cantou Djavan:
"Teus sinais me confundem da cabeça aos pés, mas por dentro eu te devoro/
Teu olhar não me diz exato quem tu és, mesmo assim eu te devoro."