quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Aceite-me, por favor!!!

Tem vezes que erramos por detalhes. Um foco errado e colocamos todas nossas ações a perder.
O ser humano age para ser aceito, ele principalmente anseia por estar na moda porque teme errar diante da maioria... e estar na moda, em tese, é estar com a maioria.
Não seja um títere para agradar outros.
Mas ao mesmo tempo que os seres humanos são muito semelhantes em sua constituição, eles ao mesmo tempo são muito diferentes em sua formação, em suas concepções e conceitos. Então forçosamente há de acontecer algumas mudanças para surgir a harmonia.
Vamos destrinchar estas ideias.
Em primeiro lugar, não se deve achar que o mundo ao seu redor deve mudar para sua conveniência. Não tente mudar seus filhos, seu cônjuge, seus empregados ou colegas de emprego, tampouco tente mudar seus amigos. Não tente mudar os outros, porque o mundo é alheio a suas ações, você não consegue mudar o mundo atuando diretamente nele. Ninguém vai gostar de funk ou do Safadão só porque você tem mau gosto.
Quem deve mudar então é você. Mas aí se esconde o erro que mencionei no início do artigo: você quer mudar por quem? Pelos outros? Está errado!
Mudar somente para ser aceito, seguir uma tendência ou moda apenas para sentir-se querido pelas pessoas é o maior atentado contra sua própria pessoa. Você tem personalidade ou é um títere, com as cordinhas amarradas em seus braços e guiados por algum manipulador?
Se tiver de mudar, a única pessoa que merece sua mudança é você mesmo.
Não erre tentando agradar os outros. Conheço uma moça que posta, ouve, veste, usa, tatua, fala em gírias não porque são traços de sua personalidade. Vejo nela uma marionete guiada pelas amizades e pela sociedade. Ela deveria vir com um rótulo escrito "artificial".
E não sou eu que invento isso, o escritor Edgar Allan Poe foi quem escreveu que "é de se apostar que toda ideia pública, toda convenção aceita seja uma tolice, pois se tornou conveniente à maioria"
Fuja da moda, use-a quando lhe agradar e não para agradar. E depois que fizer as mudanças, reveja as pessoas ao seu redor, esse é o segredo. Não procure apenas quem você gosta, mas procure quem goste de você.
Aplique, como eu apliquei, a frase do grandioso cineasta Federico Fellini: "Aceita-me tal como eu sou. Só então poderemos descobrir-nos um ao outro".


3 comentários:

  1. Dorah Cardoso de Lima12 de outubro de 2016 21:12

    Adorei o texto e a mensagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Dorah! Fico feliz de que tenha gostado! Continue acompanhando o blog, pois escrevo com carinho para todos vocês!

      Excluir